domingo, 10 de agosto de 2008

PEDOFILIA - a violência como doença.

Agosto é o mês que ocorre uma campanha maior de conscientização sobre os abusos contra crianças, por isso resolvemos neste artigo endossar esta campanha.
Existem algumas categorias distintas de abuso sexual. Neste artigo nos deteremos a comentar alguns aspectos da Pedofilia
Em todas elas, existe necessidade de tratamento tanto dos abusadores, quanto das vítimas. Não é raro ocorrer que a vítima torne-se um abusador no futuro.
Sinônimo = abuso de menores, incesto, molestação de menores.

A Pedofilia é um transtorno parafílico, onde a pessoa apresenta fantasia e excitação sexual intensa com crianças pré-púberes, efetivando na prática tais urgências, com sentimentos de angústia e sofrimento. O abusador tem no mínimo 16 anos de idade e é pelo menos 5 anos mais velho que a vítima.

O abuso ocorre em todas as classes sociais, raças e níveis educacionais.

A grande maioria de abusadores é de homens, mas suspeita-se que os casos de mães abusadoras sejam sub-diagnosticados. Existem 4 faixas etárias de abusadores:
jovens até 18 anos de idade, que aprendem sexo com suas vítimas
adultos de 35 a 45 anos de idade que molestam seus filhos ou os de seus amigos ou vizinhos
pessoas com mais de 55 anos de idade que sofreram algum estresse ou alguma perda por morte ou separação, ou mesmo com alguma doença que afete o Sistema Nervoso Central
e aqueles que não importa a idade, ou seja, aqueles que sempre foram abusadores por toda uma vida

O sexo praticado com crianças geralmente é oro-genital, sendo menos freqüente o contato gênito-genital ou gênito-anal.

As causas do abuso são variáveis. O molestador geralmente justifica seus atos, racionalizando que está ofertando oportunidades à criança de desenvolver-se no sexo, ser especial e saudável, inclusive praticando sexo com a permissão desta. Pode envolver-se afetivamente e não ter qualquer noção de limites entre papéis ou de diferenças de idade.

Quando ocorre dentro do seio familiar (o abusador é o pai ou padrasto, por exemplo), o processo é bastante complicado. Normalmente interna-se a criança para sua proteção, e toda uma equipe trabalha com o clareamento da situação. Por vezes, a criança é também espancada e deve ser tratada fisicamente. A família se divide entre os que acusam o abusador e os que acusam a vítima, culpando esta última pela participação e provocação do abuso. O tratamento, então, é inicialmente direcionado para a intervenção em crise.

Depois, tanto a criança, quanto o abusador e a família devem ser tratados a longo prazo.
Devido ao fato de abuso de menores ser um crime, o tratamento do abusador torna-se mais difícil.

As conseqüências emocionais para a criança são bastante graves, tornando-as inseguras, culpadas, deprimidas, com problemas sexuais e problemas nos relacionamentos íntimos na vida adulta.

Conseqüências do Abuso Sexual

Crianças e adolescentes vítimas do abuso sexual podem ter uma visão muito diferente do mundo, ao contrário daquelas que cresceram em um ambiente familiar, amoroso e protetor.
Meninos e meninas vítimas, sentem-se traídos e têm dificuldade em confiar nas pessoas ao seu redor. Com isso podem ter graves problemas de relacionamento social e sexual quando adulto
Muitas mulheres que sofreram abuso na infância e/ou adolescência têm vida normal, se casam, tem filhos, são ótimas mães, esposas, profissionais competentes e esforçadas.
Mas um grande número apresenta seqüelas por muitos anos.

Sintomas mais freqüentes (ninguém apresenta todos eles):

· Tendência a abuso de tranqüilizantes.
· Tendência a abuso de álcool.
· Dificuldade de manter o peso na faixa desejada.
· Dificuldade de estabelecer relações afetivas duradouras.
· Certa atração pela dor e sofrimento, inclusive sexuais.
· Fases Depressivas muito fortes e de início agudo. Essas fases depressivas tem características diferentes de outras depressões: são muito difíceis de tratar, as pacientes toleram doses muito altas de Antidepressivos e Tranqüilizantes, sem sentir efeitos colaterais e na muitas vezes também sem sentir efeitos terapêuticos. Essas Depressões aparecem de modo fulminante, de um dia para o outro. Podem durar muito tempo e também podem desaparecer rapidamente. Quase sempre o Médico tem a impressão que os medicamentos não contribuíram muito para o final da fase depressiva.
· Tentativas de suicídio impulsivas, sem planejamento.
· Auto agressão: as pacientes se cortam, se queimam, se batem. Muitas vezes referem que se machucaram para satisfazer uma necessidade irresistível de sentir dor. Ou porque a dor no corpo "é melhor que a dor na alma".
· Ataques de Pânico e pesadelos muito vívidos.

Tratamento:

O tratamento é longo, difícil e sujeito a altos e baixos. Recaídas são sempre esperadas.
A medicação é sintomática, de acordo com os sintomas que se apresentam no momento.
Psicoterapia pode ajudar e deve ser feita com um ou uma Terapeuta que transmita à paciente uma imagem segura, receptiva e confiável.

Importante: nem sempre as lembranças traumáticas das pacientes são reais. Muitas vezes podem ser imaginárias, imaginadas e sugestionadas por charlatães, filmes e livros. Portanto, muito cuidado antes de endossar acusações feitas pelas pacientes contra pai, irmãos, parentes e ou outras pessoas. A fim de organizar as situações conflituosas as vítimas podem se valer de alterações de conteúdo e contexto, necessitando o profissional estar atendo a como prestar a ajuda devida.

22 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

É a coisa mais triste do mundo ser abusada sexualmente,principalmente quando é criança. Eu sofri isso, desde criancinha, tive muitos traumas,incluindo aborto,e muitas tentativas de suicídio.Meu pai(não costumo chamá-lo assim)era o abusador.É algo assim inexplicável, as maldades que ele conseguia fazer à luz do dia, na cama dele e de minha mãe.Realmente começou qdo eu tinha uns quatro anos, ele beijava minha boca, fazia carinho no meu corpo, me sentava no colo dele, estando ele sem roupas e me usava pra se masturbar. Isso durou um tempo, mas aos dez anos ele me violentou de fato, daí pra frente eu passei a viver literalmente no inferno.Eu sai de lá com dezessete anos.Mas a minha maior tristeza é que não consigo me libertar disso. Me casei, estudei, sou Pós graduada, tenho filhos, tenho trabalho, mas sou muito triste, tenho crises de choro, sou infeliz.Não consigo confiar me ninguém,não tenho amigos, meu marido sofre muito também...Enfim não poderia descrever aqui as consequências que ficam porque são infinitas...
Se tiver algum abusador que lê este artigo, pelo amor de DEus eu lhe peço,vá em busca de tratamento, o estrago que vc faz na vida de uma criança é pior do que tirar-lhe a vida.

aline disse...

gostaria que vc desse umas dicas de como nos mães devemos orintar nossas crianças a esse respeitos pois fico com medo de "travar"minha filha se falar desse assunto !!!
outra duvida é como identificar se uma criança esta sendo abusada??
por favor nos oriente!!!!

Erick Nascimento disse...

Olá, excelente post. Realmente a pedofilia tem se alastrado como doença infecto-contagioso. Mas continua sendo um crime hediondo, muitas famílias, vidas e sonhos são destruídas pela atração sexual compulsiva de alguns.

Em nosso blog falamos sobre pornografia e seus malefícios. E a pedofilia continua sendo uma grande vertente do vício pornográfico.

Nós lutamos contra a pedofilia e apoiamos a campanha nacional contra esse crime.

Temos um post em nosso blog chamado "Pornografia só pra baixinhos" que fala um pouco sobre isso. De uma passada por lá.

Um grande abraço.

Anônimo disse...

Pedofilia, realmente é um assunto muito triste que realmente acaba com vida da criança. Concordo que é pior que a morte. Passei por isso quando criança, fui abusada sexualmente e carrego sequelas até hoje. Sou casada, sou mãe, mas não consigo superar. Peço tanto a Deus pra me libertar desse trauma, pois não aguento mais. O sentimento que fica é muito ruim, as vezes me sinto triste, a pior das pessoas e pra piorar isso tem afetado meu casamento,já que não sinto vontade de praticar sexo. O sexo pra mim as vezes é como algo pavoroso, ruim, pois geralmente vem a minha mente tudo o que sofri quando criança. Se essas pessoas que fazem isso soubessem o mal que fazem para as crianças, como acabam com suas vidas, talvez procurariam a ajuda de Deus e de especialistas para se tratarem. A pessoa que fez isso comigo acabou com a minha vida, me tirou a oportunidade de ser uma pessoa feliz, uma esposa feliz, um ser humano completo.Por isso peço a Deus pra conseguir superar tudo o que aconteceu comigo, pois é muito difícil, só quem já passou por isso é que sabe como a gente se sente.

Anônimo disse...

EU desde pequeno, sofir abuso sexual por "amigo"...EU masturbarva ele e ele me masturbava...na verdade era horrivel mas tinha sempre muito medo de contar a alguem...pois tinha medo de sofre algum tipo de preconceito...Fazia parte da igrej tbem e não queria que todas as pessoas ficassem sabendo do que acontecia comigo...Cresci e continuei, até que descidi um dia deixar de fazer isso com a ajuda de Deus...Mas teve um problema as cicatrizes ficaram e começei a acediar um garoto que morava perto de minha casa que tinha 11 anos de idade...Conseguir tbm deijar de assediá-lo com a ajuda do Deus...

Anônimo disse...

Casei muito jovem com um homem que tinha muitos desejos sexuais.foi muito dificil permanecer neste casamento.poi sou muito coreta.Um dia quando estava gravida de nossa primeira filha.ELE estava estudando a biblia e pensou que eu estivesse durmindo foi ate o quarto de minha sobrinha uma criaça enquanto ela durmia e abaixou sua roupa ele não percebeu que eu o observava, meu mundo desabou meu sonhos de uma familia feliz de ter mais filhos acobou naquele momento foi um pesadelo fiquei em estado de choque,ele tomou um susto e me pediu desculpas mais nunca mais fui a mesma meu interrese sexual acobou minha felicidade se foi.Lutei dentro de mim pra perdoa-lo,pois tinhamos uma criança para nascer ,fingi sermos uma familia cristã durante anos para não causar escandalo na igreja pois eramos um casal perfeito eramos da mesma fé.Ele me taiu varias vezes co prostitutas. Mais um dia minha filha me disse papai passou a mão na minha vagina.então me separei dele.Ninquem ate hoje sabe porque nos separamos acham que sou uma pessoa ruim. pois ele era um marido perfeito as vistas das pessoas.perdi muitas amigas por não poder disser as pessoas o que aconteceu.Não querem ser amiga de uma mulher covarde que abandona um marido trabalhador e cristão.Mais valeu a pena e dificil criar uma filha sozinha.Sou muito jovem ainda mas não penso nunca mais em me casar novamente estou muito traumatizada nos estamos fazendo tratamento psicologico.Quem comete estes crimes com crianças não so destroi a vida das crianças mais destroi familias, sonhos,desejos a alegria e a beleza do casamento ,destrou o que Deus criou de mais bonito "UM LAR CRISTÃO."Destroi tambem um sonho de uma jovem . Oro a Deus pra me trazer meus sonhos novamente pois penso em me suicidar e sei que isso não e de Deus.MEU ex frequenta minha casa pois tenho medo dele continuo minha vida de fingimento.Fazendo de conta que somos um casal que se separaram exemplar...Nao toco no assunto das feridas e continuo a viver?????????????????????????????Se isso for vida............Orem por mim.

Anônimo disse...

Moça, pela sua filha, DENUNCIE esse CRIMINOSO. Medo de mais o que a Sra. tem? Faça o favor!

"MEU ex frequenta minha casa pois tenho medo dele continuo minha vida de fingimento.Fazendo de conta que somos um casal que se separaram exemplar...Nao toco no assunto das feridas e continuo a viver?????????????????????????????Se isso for vida............Orem por mim."

Anônimo disse...

Sinto muito pelas vitimas de abuso, tbém fui abusada qdo criança, hj minha vida sexual é um desastre só eu sei o que passo, mais o que dói mais é saber que minha mãe não acreditou em mim e me mandou morar fora. Hoje não consigo ter um relacionamento normal com ela , na verdade não consigo ter nenhum sentimento por ela, quando vai acabar essa tortura?? minha vida é mascarada ...não consigo ser feliz, sou bem casada tenho 2 filhos, mais a ferida não sara.. tenho problemas com peso, sou fria, não gosto de ter amigos..me afasto, tudo por causa desse abuso feito por alguém que prá mim era meu pai..Deus tenha misericórdia de mim, me ajude a perdoar ja que morro dia a dia!!!! orem por mim

Anônimo disse...

Minha filha! Denuncia seu Ex, pelo amor de Deus! Vc se torna cúmplice ao não fazê-lo!!! VOCÊ SERÁ CÚMPLICE QUANDO ELE ABUSAR UM CRIANÇA! VOCÊ podia ter evitado, mas escolheu ser uma "ex-mulher perfeita" ao invés de ser uma CIDADÃ PERFEITA!!!!
Para de reclamar e TOMA VERGONHA NA CARA!!!!!!
Pedofilia é crime e vc é cúmplice de um crime inafiançável!!!!!!!!!!!!

Quanto aos que foram abusados, sinto muito! Quisera eu poder ajudá-los de alguma forma, mas só posso sugerir que procurem ajuda profissional. Procurem um psicólogo e tentem fazer as pazes com seu passado.

Anônimo disse...

me ajude pelo amor de Deus tenho 43 anos e ainda sofro por causa do k sofri na infancia nao me sinto normal sou casada tenho uma sexual ativa com meu sposo mais parece nao me contentar quando vejo alguma noticia sobre violencia sexual isso me da um cero prazer um certo desejo k classifico como maligno sofro muito kero ser normal me ajude

Woodsman disse...

De fato, o abuso é lamentável e precisa ser combatido. Sinto muito pelas vítimas que postaram aqui.


Mas me parece que se faz necessário, diferenciar e desassociar pedofilia de crime. Assim como lançar um olhar para a Pedofilia, desvinculando-a de doença, uma vez que não existem dados empíricos que diagnosticam-na como doença.

Falo isso porque sou um pedófilo, nunca abusei de criança alguma e não pretendo. Acredito que tratar a pedofilia como uma orientação sexual, seria mais cabível.

Proponho, portanto, uma perspectiva nova. Acesse meu blog: pedofiliasim.blogspot.com

Woodsman
Quem ama não abusa

Anônimo disse...

ORIENTAÇÃO SEXUAL???? faça-me o favor não é Woodsman...um absurdo essa sua afirmação de "nova perspectiva"...Você consegue se controlar , mas certas pessoas sabem que é errado, no entanto, não conseguem se controlar, e você acha que não é doença???? Uma pessoa que não tem domínio de seus desejos e emoções tem problemas de saúde SIM...Me desculpe...

Anônimo disse...

Olá, gostaria primeiramente de parabenizar pelo texto que tanto esclarece quanto a essa questão das consequências e também para agradecer, porque foi buscando ajuda nele que encontrei uma explicação de eu mesmo, me reconheci e pude ter a clareza de procurar ajuda psicológica e contar pros meus pais mesmo depois de 8 anos, estou podendo me reerguer e me livrar desses males pra enfim seguir minha vida.
Muito obrigado.

Anônimo disse...

Oi, sou casada ha 13 anos, sempre desconfiei do meu marido pelo excesso de pornografia em seu computador, sempre me senti insegura a isso, mas depois de tantas brigas e conversas aceitei a ideia dele ter esse arcenal particular ja q ele dizia q nao me traia apenas gostava de ver... o tempo passou e depois de anos engravidei. Estava tao feliz e animada... ate um dia que vi no computador dele videos de pornografia infantil. Homens molestavam bebes... foi horrivel, entrei em choque. Pedi a Deus q se ele fosse fazer isso com meu filho que me mostrasse o que fazer, estava desespeada, nao consegui nem contar para meu marido que tinha visto aquilo, fiquei em silencio e dia apos dia encontrava sempre novos videos e fotos de criancas abaixo de 10 anos em cenas pronograficas fortissimas. Um mes depois perdi o bebe, a causa? os medicos deram varias, mas tudo encadeado pelo estress. Um ano se passou e eu fiquei em silencio, agora recentemente descobri que sua colecao de pronografia vai alem do que ja mencionei para vcs... Ele guarda fotos de familiares meus, amigas proximas, ate de amigas minhas que ele dizia ser feia e tal... conversei com ele a respeito. Desabafei, chorei disse que o amava mas ia embora, pq ele nao esta mais me respeitando... ele confessou ter desejos de ter uma vida como pedofilo, confessou sentir atracao por todas as mulheres que existem no mundo, confessou que ja foi molestado... eu o amo, de verdade, e fiz uma proposta para resolvermos juntos isso, iriamos a uma igreja, ou medico, qualquer coisa q tirasse esses pensamentos dele... Pasmem! Ele disse que invadi a privacidade dele que queria se separar de mim, eu implorei para ficarmos juntos, me humilhei mesmo, em nome desse amor quero ajuda-lo. Mas nao sei como... ele esta me tratando super estranho e mal. Parece que quem fez algo de errado fui eu. Nao sei o que fazer, gostaria de um conselho. As vezes acho que julgar um pedofilo eh facil, mas as vezes deveriamos nos colocar em seu lugar... existe um tratamento? Um remedio? Uma simpatia? Qualquer coisa... so quero ser feliz ao lado do meu marido! Me ajudem...

maria aparecida do nancimento disse...

Muito bom o texto
Obrigada por henriquecer mais o meu conhecimento de psicóloga

maria aparecida do nancimento disse...

Muito bom o texto
Obrigada por henriquecer mais o meu conhecimento de psicóloga

maria aparecida do nancimento disse...

Muito bom o texto
Obrigada por henriquecer mais o meu conhecimento de psicóloga

Anônimo disse...

Recentemente minha namorada resolveu me contar que foi abusada sexualmente pelo tio dela quando era mais nova, ela conviveu com isso por muitos anos, porém a noticia me abalou muito porque não consigo para de pensar que ele pode estar fazendo isso com outras crianças também, incentivei ela a contar primeramente para a mãe dela, mas ela se recusa e diz que esa noticia vai abalar muito toda a familia, mas na minha opinião esse cara naão pode ficra impune, por favor gostaria de uma orientação !!

Por favor gostaria que entrasse em contato qualquer um que puder nos orientar

E-mail : andreluizbm.rj@gmail.com
Cel: (21) 9343-4216

Anônimo disse...

Esses filhos da desgraça tem e que morrer tem que rancar a cabeça deles esses filhos da puta

Anônimo disse...

creio que a pedofilia e uma doença, mas isso não é motivo para ficar impune, mães, esposas, filhos, denunciem, não fiquem sofrendo calados, e vcs que foram abusados procurem ajuda psicológica, para superar o trauma com força em Jesus.
Essas coisas só acontecem quando certas pessoas deixam satanás habitar em suas vidas, não que a culpa seja só de diabo mais de ambos que consentem.Deus abençoe a todos, oro por todos que já sofreram essa violência.

Anônimo disse...

Tenho raiva desses crentes por serem assim. São covardes, aceitam qualquer coisa para não perderem a "aparência". Ainda deixa o cara freqüentar a casa normalmente!

Está sendo covarde e não está protegendo a filha para não ficar feio diante dos outros.